8 de mar de 2017


A criolipólise é feita por meio de um aparelho específico cujos aplicadores são acoplados nas diferentes áreas do corpo, realizando uma sucção da pele e da porção de gordura localizada.
Ao ser colocado na superfície da pele, o método faz com que as células de gordura fiquem congeladas a temperaturas negativas para serem destruídas.

Como age a criolipólise:


O resfriamento controlado age danificando de forma seletiva as células adiposas, que são mais sensíveis ao frio, sem causar qualquer dano a nervos, músculos e outras estruturas próximas.
Para isto, o aparelho da criolipólise é adaptado para cada área do corpo.
Para a região da barriga, por exemplo, existe uma ponteira grande, enquanto que, para as costas e as laterais da barriga, é utilizada uma ponteira menor.

A eliminação das estruturas dos adipócitos destruídas com a baixa temperatura se dá pelo sistema imune.
Em contato com a baixa temperatura, as células de gordura se rompem totalmente, fazendo com que o corpo entenda que elas não fazem mais parte do organismo.

Com isto, a gordura no interior das células é conduzida ao fígado pelo sistema linfático para sua metabolização.
Uma vez que o sistema linfático leva apenas uma pequena quantidade diária de gordura para ser metabolizada, não há risco de que ele sobrecarregue o fígado neste processo.

Aplicação da criolipólise:

Em nenhum momento, a criolipólise deve ser vista como uma forma de tratamento para sobrepeso ou obesidade.
A técnica é uma opção para pessoas que tenham gordura localizada em algumas regiões corporais, sendo capaz de eliminar até mesmo aquela gordura incapaz de ser combatida com dieta e exercícios físicos.

No entanto, o procedimento só pode ser feito nas regiões do corpo que se adaptam melhor as ponteiras.
Utilizar a criolipólise no rosto, por exemplo, não é possível, visto que o aplicador não se encaixa na área facial.

Não há necessidade de nenhuma preparação específica antes de alguém se submeter a criolipólise e é permitido consumir alimentos e se exercitar normalmente antes e depois do tratamento.

Durante o procedimento podem ocorrer pequenas dores no momento da sucção proporcionada pelo aparelho.
No entanto, após o congelamento da gordura, a região fica anestesiada.
O tratamento pode ser feita em mais de uma região no mesmo dia sem riscos ao paciente.

Resultados da criolipólise:

Com apenas uma sessão, já é possível observar os resultados da criolipólise, alcançando uma redução de 20% a 25% da gordura localizada na região tratada.
O resultado é ainda mais visível a partir do décimo dia após a quebra da gordura.

Contudo, dependendo do caso, podem ser necessárias mais sessões.
Caso a gordura removida na primeira sessão não tenha sido suficiente, uma segunda sessão pode ser realizada após dois meses do primeiro procedimento.

Apesar dos resultados positivos da criolipólise para a queima de gordura, a técnica não deve ser utilizada para manutenção do corpo.
Para manter o resultado obtido com o tratamento, o indivíduo deve evitar o ganho de peso por meio de hábitos saudáveis, como uma dieta balanceada e a prática de atividade física.

Fonte:doutissima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu contato paa que possamos retornar e/ou entrarmos em contato com você. Volte sempre!